Edições Histórico dos Concertos Notícias Contactos
Notícias [Arquivo]

  Palácio Foz, Recital de Piano, 12 de Abril - 16h00   voltar

-Fabio Falsetta, piano |Obras de W. A. Mozart, L. van Beethoven e F. Liszt

Wolfgang Amadeus Mozart
Minueto, em Ré Maior, KV. 355/594 a)

Ludwig van Beethoven
Sonata n.º 23, em Fá Menor, op. 57 «Apassionata»
Allegro assai
Andante con moto
Allegro ma non troppo

Franz Liszt
Ballade n.º 2, em Si Menor, S. 171
Réminiscences de Robert le Diable
I. Cavatine, S. 412 a)
II. Valse Infernale, S. 413




Fabio Falsetta
Diplomou-se em Piano, com a mais elevada classificação, no Conservatório «S. Giacomantonio» de Cosenza. Seguidamente aperfeiçoou-se na ex-União Soviética, com Viktor Mherzhanof, na Academia Internacional «S. Rachmaninoff»; em Espanha, com Edith Murano; em Florença, com Maria Tipo; e, em Salzburg, na Academia Internacional de Verão da Universidade Mozarteum, com Aquiles Delle-Vigne. Aprofundou os seus estudos de Análise e Composição junto de Teresa Procaccini e de Eduardo Ogando. Em 2005, no Conservatório Real de Roterdão, doutorou-se no seu instrumento, sob a orientação de Aquiles Delle-Vigne.
Vencedor de numerosos prémios internacionais, em 1993, na presença de representantes da Embaixada Americana e das mais altas individualidades italianas, recebeu da Academia Internacional dos Dioscuri (Filhos de Zeus), em Campidoglio, a «Grande Nomeação de Académico» e a medalha especial «Franz Schubert», por ter sido o melhor intérprete schubertiano daquele ano.
Em Itália e fora dela, tem-se apresentado em prestigiadas salas de concerto e importantes teatros, dando-se a ouvir em estreias nacionais ou mundiais, como foram os casos da integral das Paráfrases, de F. Liszt, e das Visions de l’Amen, de O. Messiaen (Ópera de Roterdão), dos Vingt Regards sur l’Enfant-Jésus, de O. Messiaen (Sala Viena do Mozarteum de Salzburg), das Visions de l’Amen e do Quatuor pour la Fin du Temps, de O. Messiaen (Roma, Salerno e na Universidade da Calábria), do Concerto para dois Pianos, de A. Zilinskis (Anacapri e Festival Internazionale dell’Aurora - Piazza S. Nicola), e das Dolorosas, de Óscar da Silva (Roma, no Instituto Português de Santo António).
Profere regularmente conferências e seminários sobre o simbolismo musical e sobre as funções estruturais da harmonia na ópera, com particular incidência em W. A. Mozart, G. Verdi e G. Puccini. Considerado como um dos mais importantes intérpretes italianos da obra de Olivier Messiaen, o seu desempenho nas Visions de l’Amen, num concerto na Catedral de Cosenza, em 1999, foi objecto de transmissão radiofónica, via satélite, para todo o mundo.
No domínio da discografia, já gravou para as etiquetas Phoenix Classics («Rare Music for Two Pianos», de F. Liszt, «Integral da Música para os Rituais Maçónicos», de W. A Mozart, «Integral da Música para Piano», de R. Leoncavallo, e «La Musica dell’Infanzia») e Fonoteca Regionale della Calabria («Concertos para Piano e Orquestra, KV. 414 e KV. 415», de W. A. Mozart, «Poèmes pour Mi», de O. Messiaen, e «3 Sonetos de Petrarca, para Soprano e Piano», de F. Liszt, gravação ao vivo, transmitida em 23 de Agosto de 2005 pela RAI-Rádio3).
Em Janeiro de 2006 recebeu o prémio internacional «Musica News» e em Janeiro de 2007 fez-se ouvir na Sinfonia sobre a «Divina Comédia de Dante», para dois pianos e coro, de F. Liszt, apresentada em estreia absoluta na Calábria, por ocasião da VIII edição do Concerto de Fim-de- Ano na Catedral de Cosenza.

Apoio: Instituto Italiano de Cultura|Lisboa
Entrada Livre

(JMP), 12-04-2009
Copyright © 2006-2019 Grupo MediaMaster. Todos os direitos reservados.